Vorarlberg: de modelo para hospot da Covid19 na Áustria

Publicado por

Faz pouco mais de três semanas, o estado de Vorarlberg era o modelo de contenção da Covid19, na Áustria. Tanto assim, que as atividades culturais e gastronomia estavam abertos.

Mesmo com todos os cuidados de higiene, como o uso de máscaras e distância entre os participantes, o número de casos explodiu. Saltou da taxa de incidência de 109,4 para cada cem mil habitantes e agora está 235,7 em pouco mais de duas semanas.

O caso de Voralrberg mostra o tão dificil e perigoso que o vírus se tornou, após suas mutações. Mesmo com todos os cuidados e prevenções. Atualmente, o distrito de Bregenz está com a taxa de incidência acima de 300. Todos que aí vivem, para sair para outros distritos, esses devem apresentar um teste de Covid19 negativo. O mesmo acontece em Hallein (330), em Salzburg e Lienz (328) no Tirol.

Abertura para o 19 de maio

O governo austríaco quer reabrir o país, incluindo gastronomia, cultura e turismo. Há uma pressão enorme para isso aconteça. Depois de quatro lockdowns e mais de meio milhão de desempregados, e várias empresas, especialmente as pequenas empresas fechando, a economia está em frangalhos.

O que ficou claro com Voralrberg, mesmo com todos os conceitos de higiene e limpeza, o vírus segue sofrendo mutações e se tornando infeccioso. O governo aposta na vacinação, o mais rápido possível para conter.

Também aposta na implementação do passaporte verde. Aqueles que estão vacinados, curados ou com teste negativo para a Covid19 podem aproveitar da liberdade de ir a um espetáculo cultural ou viajar.

Passaporte verde até o verão

Especialistas vêem como irrealista, a implementação rápida do Passaporte Verde. Médicos acreditam que provar a cura de uma infecção pode demorar algumas semanas,

Do ponto de vista da tecnologia, há a lei de dados pessoais. Sem contar, que todo  processo de leis deve passar por uma aprovação do parlamento.

Claro, tudo isso se o vírus for controlado.