Varíola de Macaco: Outra Pandemia?

A Pandemia de Covid19 nem passou direito e começa uma outra doença infecciosa a assustar: a varíola de macaco.

A varíola de macaco era sobretudo uma doença regional que se encontrava na África Ocidental e Central. Até agora foram confirmados 92 casos e 28 são suspeitos na Europa. Na última semana houve um caso confirmado em Viena.

A maioria dos pacientes teve o vírus contraido através de contato sexual entre homens. Todos se encontram em bom estado de saúde.

De onde vem?

A doença foi diagnosticada pela primeira vez, no ano de 1958, na Dinamarca, justamente em macacos. Por isso, o nome.

Como aconteceu com a Covid19, o vírus passou de um animal para o ser humano. No caso da varíola de macaco há uma probabilidade de ter sido através de carne contaminada.

Ela foi diagnosticada pela primeira vez em humanos, em 1970, na República do Congo.

O que intriga a Organização Mundial de Saúde é como essa doença chegou na Europa e como ela vem se espalhando relativamente rápido. São 12 países da África e 12 países em outros continentes.

Sintomas

Febre, inflamação dos gânglios e feridas em estilo espinhas gigantes.

A doença tem seu período de duração de duas semanas e todos os pacientes se recuperam sem sequelas, até agora.

Ao contrário da Covid19, cujo o grupo de risco era o da terceira idade, a varíola de macaco pode ser mortal para aqueles abaixo de 16 anos, grávidas, pessoas com a imunidade baixa ou pacientes de câncer.

Outra Pandemia?

Ao contrário da Covid19 que não havia nem medicamento ou vacina, a variola de macaco possue tratamento.

No caso da África, essa doença pode ter até 10% de mortalidade. Mas, aí há mais dificuldades para acesso ao sistema de saúde, com poucos hospitais, em comparação com a Europa.

A Organização Mundial de Saúde não vê a necessidade de uma vacinação em massa, como aconteceu com a Covid19.

Uma parte da população já se vacinou contra a varíola normal, o que serve de proteção contra a varíola de macaco.

Mesmo assim, a OMS está atenta e acompanhando a evolução da doença. Há uma preocupação com as possíveis mutações, o que pode transformar a situação da variola de macaco em potencial Pandemia.