Skip to content

Vacinem Já!

Máscara FPP2, recomendada aqui na Europa, em tempos de agravamento da Pandemia.

Existe aqui na Europa, uma grande preocupação relacionada com a mutação do vírus da Covid19, aquela que foi descoberta no sul da Inglaterra, o B117. Essa mutação pode ser até 70% mais infecciosa e obriga vários países europeus a permanecerem em lockdown, mesmo que o mesmo destrua suas economias.

No 27 de dezembro começou a campanha de vacinação, nos países membros da União Européia. Começou com a primeira vacina autorizada pela Comissão Européia, a Pfizer/Biontech. Essas vacinas são produzidas na Alemanha e na Bélgica. Houve muitas críticas quanto a demora da sua distribuição. Entretando, mais um laboratório foi autorizado a distribuir vacinas na União Européia, a Moderna. Espera-se assim, que com mais doses de vacinas, mais pessoas possam ver vacinadas imediatamente.

Há um receio que de que essa vacina não consiga conter essa mutação da Covid19. A necessidade de ser rápido na vacinação é peça central, na tentativa de se conter o vírus. Especialistas alertam, que mesmo com a vacina, ainda deverá se usar máscaras e manter o distanciamento social. As mutações colocam um desafio maior, para se conter o vírus e vencer a Pandemia.

No Brasil, há todo um debate em cima da Coronavac, vacina produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. A princípio, divulgou-se que sua eficácia era de 78%, De repente, sua eficácia baixou para 50%. Essa divergência de dados e falta de transparência gera na população, uma enorme desconfiança. Claro, que não podemos deixar de lado, o oportunismo de nossos políticos, de pensarem que estão em enterna, diga-se, campanha eleitoral, no caso para a Presidência de 2022. A falta de senso comum, nesse caso de vencer a Pandemia, seria fundamental nesse momento.

Outro aspecto importante a apontar é a corrida para a vacina. Países ricos praticamente garantiram, as vacinas com melhores resultados. Desde do meio do ano passado fala-se em reservar vacinas. No Brasil, somente para o fim do ano.

Como já foi apontado pelo blog, a idéia de possuir uma fórmula panteteada de algum laboratório, não importa qual e produzir a vacina no Brasil, com certeza é melhor solução. Pena que a politicagem travou esse processo, que poderia estar mais noadiantado.

Por fim, nesse contexto, a Coronavac é a única opção viável no Brasil. Que comecem já a vacinação. E que continuem as pesquisas, para melhorarem sua eficácia.

Uma coisa é certa, a ciência é a única que vai nos tirar dessa Pandemia.

Obrigada por ler o Blog do DricaRibas.

%d blogueiros gostam disto: