Tá na chuva é para se molhar! – Sai pra lá corrupção!

Desde que surgiram as denúncias do assessor do Flávio Bolsonaro, não faltaram “matemáticos” experts ou enredos fantásticos sobre esse assunto.

Desde de meus tempos de Brasília, essas histórias de assessores e gabinetes de deputados são bem antigas e por uma razão bem simples: não havia controle. Depois da Operação Lava-Jato, os tempos são outros. A população ganhou o direito de se questionar sobre o uso do dinheiro público.

O DricaRibas acredita que todos os políticos, não importa de qual partido ou ideologia, devam ser investigados e punidos, caso a denúncia seja comprovada.

Afinal de contas, nínguem é obrigado a entrar para a vida pública, mas quem entra, deve estar atento as cobranças. Assim são as regras do jogo.