Skip to content

Questão de Coorporativismo?

Quando o DricaRibas escutou o discurso de posse do Ministro da Economia, Paulo Guedes, eu disse a mim mesma: “se ele consegue fazer 20% do que fala, já será um avanço.”

Pois bem, essa semana, tivemos o episódio do leite. A justificativa é bem razoável. A medida para a taxação do leite importado é contra o dumping dos países afetados. Verdade também que os produtores de leite da União Européia recebe uma bela fatia de subsídios para se proteger da concorrência. Volta e meia, eles saem em caravanas, para Bruxelas para protestar e quase sempre tem suas reinvidicações atendidas.

Mesmo assim, o consumidor brasileiro pagará caro para essa taxação. Proteção para o setor agrícola, setor fundamental para a economia brasileira. Mas, esse setor é somente um dos setores que estão protegidos de subsídios e benesses do estado brasileiro.

No seu discurso de campanha, Jair Bolsonaro prometeu abrir a economia. A escolha de Paulo Guedes com seu discurso liberal agradou o mercado. Não somente o mercado, é necessário fazer um estado mais enxuto e competitivo, para, finalmente o Brasil crescer, gerar empregos, mas também oferecer serviços públicos de qualidade para a população.

Esse episódio do leite serviu para mostrar que o Presidente Bolsonaro, quem sabe, ele mesmo, não esteja 100% convencido do liberalismo. O grande desafio será, com certeza, a Reforma da Previdência. Será que ele convencerá os militares para participar? E os outros setores?

Cada vez, fica mais claro, que devemos combater o coorporatismo vigente. E isso é independente de questões ideológicas. Será que conseguiremos?

Obrigada por ler o Blog do DricaRibas.

%d blogueiros gostam disto: