Quarentena, sim senhor

No fim de semana passado, nós estivemos em Salzburgo. Fazia um ano que a família do maridão não se encontrava presencialmente.

Foi tudo minuciosamente organizado. Todos vacinados, máscaras FPP2, passeios ao ar livre. Mas, o vírus, com a variante Delta tem se propagado rapidamente pelo continente.

Nas últimas 24 horas foram registrados 553 casos. 140 pessoas se encontram no hospital. 40 estão nas Unidades de Terapia Intensiva.

A Áustria já conta com mais de 50% da população imunizada, com as duas doses da vacina. Mas, o governo encontra dificuldades em convencer mais pessoas para vacinar, algo fundamental para conter o vírus e suas mutações.

Quanto a minha família, nós estamos bem. Meu cunhado só teve sintomas de resfriado forte. Foram 3 testes de Covid19 para nós, aqui em casa e todos negativos. Falta mais um e se for negativo, acabou-se a quarentena.

Contact Tracing, o detetive do vírus

Uma vez infectado pelo vírus, o serviço de Contact Tracing de estado de Vorarlberg, onde meu cunhado mora, me contactou para saber se eu era vacinada e passou os meus dados para o Contact Tracing de Viena, onde eu vivo.

Os últimos me ligaram e através do meu número de seguro social – E-Card, eles viram que eu e o meu marido eram vacinados. Eu, com a Moderna e ele, com a Biontech/Pfizer.

Sendo assim, fomos considerados Contato2 – Kontakt2 e por isso, não precisando de quarentena, mas restringindo o contato e usando máscaras FPP2 para sair do domicílio.

Já a minha filha de 10 anos, por não ser vacinada, foi considerada Contato1 – Kontakt1 e foi colocada em quarentena de 10 dias. Ela chorou muito, já que estamos em pleno verão! Ainda não há vacinas para as crianças abaixo de 10 anos. Aliás, isso será um tema no começo das aulas, programado para setembro.

Para concluir este post, não deixem de se vacinar. Graças a vacina, meu cunhado pode se recuperar rápido e todos não precisaram ir para o hospital. A vacina é fundamental! Ela salva vidas e previne o pior.

Quanto a quarentena, eu aproveito para ler! Estou relendo o clássico “Revolução dos Bichos” de George Orwell em inglês. Imperdível, como sempre!

Minha filha aproveita para conversar com as amiguinhas via WhatsApp, colocar a leitura em dia e rever matemática com seu explicador, claro via zoom, ou seja, online.

Uma coisa é certa, a pandemia não acabou e por conta da variante Delta ainda vai demorar para acabar.