Portugal suspende vôos com o Brasil.

Com a situação no país da Covid19 fora de controle, Portugal suspenderá os vôos com o Brasil, a partir de amanhã, 30 de janeiro até o dia 14 de fevereiro. Apenas vôos humanitários para efeito de repatriamento de cidadões portugueses ou aqueles que possuem autorização de residência na terrinha. Os vôos entre Portugal e Grã-Bretanha também estarão suspensos. Entretanto, as fronteiras os países membros da União Européia seguirão abertas.

A situação em Portugal é dramática. De acordo com o site do Diário de Notícias, somente de ontem para hoje, são 7605 infectados, metade do total do dia com 15.073. Nas últimas 24 horas foram registradas 293 mortes.

Hospitais da grande Lisboa estão na sua capacidade máxima. Sempre busca-se hospitais com mais camas disponíveis. A Ministra da Saúde, Maria Temido solicitou aos hospitais de Lisboa, nesta fase da Pandemia, que todas as camas fossem disponibilizadas.

Inclusive, o governo português solicitou ajuda ao governo alemão, para transportar pacientes não infectados com a Covid19 para hospitais alemães.  A idéia é liberar o maior número de leitos possível nos hospitais portugueses. Já não é a primeira vez que os alemães deram uma “mãozinha” para os colegas europeus. Na primeira onda de infecções da Covid19, aqui na Europa, hospitais alemães receberam pacientes franceses e italianos. Hospitais austríacos também receberam pacientes italianos, especialmente, os que estavam na fronteira.

Mutações, o X da questão

O microbiologista brasileiro, da Fio Cruz, Felipe Naveca coordenou o sequenciamento da SARS-CoV2, a Covid19, a chamada B.1.1.28 (K417N/E484K/ N501ZY). Essa apresenta as mesmas características infecciosas da mutação britânica, o B117. Aliás, por conta desta mutação, vários países europeus encontram-se em lockdown, inclusive a Áustria, desde do Natal.

Como o governo brasileiro, negacionista não toma nenhuma medida de contenção do vírus, pode haver a possibilidade de outras mutações, como a própria Fio Cruz alerta.

Também uma parte da comunidade brasileira que vive fora, continua viajando de “férias” para o Brasil, ignorando a situação de Pandemia. O DricaRibas vem acompanhando as discussões de grupos de brasileiros, aqui na Áustria. Uns se assustam, ao receber a visita das autoridades, para comprovar a quarentena obrigatória.

Outros países falam sobre proibição de vôos do Brasil, como a Alemanha, esse sim, ainda com vôos diretos. A imprensa germanofona já fala inclusive de mutação brasileira.