Países fecham suas fronteiras

Publicado por

Com medo da propagação da variante Ômicron, vários países começam a implementar medidas de contenção do vírus. A França restringe os vôos para Grã-Bretanha para evitar a propagação da nova variante. Para aqueles que precisam viajar, não se é vacinado ou não vacinado, será necessário fazer um teste de PCR e informar o lugar para fazer quarentena. Viagens de turismo estão proibidas.

A Itália, por exemplo, vai começar exigir dos seus viajantes um teste de PCR, também não importando se é vacinado ou não. No mesmo caminho segue a Grécia.

Na reunião de Cúpula – Cimeira entre os chefes de estados dos países membros, que aconteceu essa semana, em Bruxelas, não houve um consenso. Cada país membro tomará uma decisão de acordo com a situação do vírus no país. Os especialistas exigem medidas em comum para a contenção do vírus. A decisão em comum, foi observar a validade do certificado verde.

Israel fechou as fronteiras

Israel tomou a decisão mais radical contra o vírus. O país fechou sua fronteira para todos os estrangeiros até o 29 de dezembro. Para aqueles que vivem no país, não importando se são israelistas ou não, todos devem cumprir quarentena de 3 dias.

Regras de viagem para a Europa

Cada país, aqui na Europa tem suas regras para a Covid19. Alguns vão exigir teste PCR ou somente o certificado da vacina. As regras atuais da Áustria encontra-se aqui.

Caso você tenha alguma viagem programada para a Europa, nos próximos tempos, o ideal é consultar o consulado do país em questão. Atualmente, com a variante Ônicrom, as regras podem mudar rapidamente de um dia para outro.

Meu conselho é que não venham fazer turismo na Europa, para o inverno. Esperem até a primavera, o que seria para maio do ano que vem.

Atualmente, a Áustria saiu do seu quarto lockdown, mas não sabe quais as restrições que virão pela frente por conta da nova variante.

Salvo para aqueles que precisam vir por algum motivo específico, como estudo ou trabalho, fazer turismo não é o momento.

Grã-Bretanha, o hotspot da Ômicron na Europa

Atualmente o país mais atingido é a Grã-Bretanha que contalibiza até 60 mil casos por dia. No continente, os outros acompanham preocupados.