O Teatro da Insensatez – A Morte da Ágatha

A fala do avô da Ágatha é de chorar. Ela tem a idade da minha filha. Infelizmente, mais uma vítima da violência e que está longe de ser a última.

Logo em seguida, veio as discussões sobre o assunto, nas redes sociais. Alguma discussão sobre uma política de Segurança Pública? Não. Alguma discussão sobre uma política de Insercão Social? Também não.

O que se viu, foi uma onda de textos idiotas, dentro de duas perspectivas:

– Setores da direita que acreditam que somente com o uso das armas é que se resolverá o problema da violência;

– Setores da esquerda que acreditam que liberando o uso das drogas, o problema da violência se resolverá.

As duas perspectivas mostram o nível do debate político do nosso país. Soluções “simples” para problemas difícies e complexos. Afinal de contas, fazer política é muito complicado e os resultados demorarão a surtir. Boa parte dos nossos políticos, populistas, brincam com os “ismos” da vida para se perpetuar, no poder. Quer exemplo? Basta ver o que fizeram, com o Fundo Nacional Partidário. Parte desse dinheiro poderia ser revertida para políticas de Segurança Pública ou de Insercão Social. Farão? Não acredito.

Para concluir esse texto, a morte da Ágatha será esquecida nos próximos dias. Será mais uma, nas estatísticas da violência. Infelizmente…