Skip to content

O Novelão do Brexit continua

Last updated on 7 de novembro de 2019

No sábado, o Parlamento Britânico se reuniu depois de 37 anos. Na época era para tratar da Guerra das Malvinas. No entanto, o acordo do Brexit, com modificações no “Backstop” não foi ratificado.

Durante o fim de semana especulou-se sobre possíveis cenários. Faz muito tempo que a imprensa européia fala de um Brexit sem acordo, o que traria prejuízos econômicos importantes para a ilha e para o bloco.

O DricaRibas tentou encontrar alguma cifra de prejuízos, para ambos os lados, mas não encontrou. Simplesmente porque não se sabe. De acordo com site Bloomberg, desde de 2016, depois do referedum, o Brexit custou 800 milhões de libras esterlinas por dia, sem contar com a desvalorização da Libra em 10%, em relação ao Euro.

Sem contar, como já havíamos comentado aqui no blog, tudo que deve ser preparado para a saída do Reino Unido: controle de fronteiras, mercadorias, vistos para britânicos no continente ou de europeus do bloco na ilha, etc, etc. Isso ainda não contabilizado.

Desde do comecinho do novelão, o que se viu foram políticos se aproveitando do Brexit para fazer politicagem.

Com dateline chegando, eu escrevo hoje no 21 de outubro, ainda não se sabe o que acontecerá. Uma coisa é certa: quem pagará o prejuízo é o contribuinte britânico, o mais prejudicado e também, nós aqui do bloco.

E para completar este texto: patético que setores da imprensa direitista use o Brexit para atacar aos lulopetistas. Informem-se antes de escrever tanta asneira. Menos ideologia e mais informação.

Obs: O Backstop é uma espécie de fronteira flexibilização de fronteira entre a Irlanda do Norte e a Grã-Bretanha. Dentro deste novo formato, a Irlanda do Norte poderia solicitar sua permanência nesta fronteira, de quatro em quatro anos. Mas, os detalhes não são claros e esbarra nas taxas alfandegárias.

Obrigada por ler o Blog do DricaRibas.

%d blogueiros gostam disto: