Haverá guerra na Ucrânia?

Além da Pandemia que ganhou contornos dramáticos, com a variante Ômicron, a Europa enfrenta outro problema: uma possível guerra com a Rússia, no leste da Ucrânia.

As relações entre a Rússia e a União Européia andam muito ruins, desde de que Rússia prendeu o principal opositor russo Alexei Navalny.

Navalny foi envenenado por uma substância sofisticada chamada “Novichok”, no segundo semestre de 2020. Ele foi tratado contra o envenemento, na Alemanha e quando retornou para a Rússia, foi preso. Navalny é considerado o maior opositor político de peso para Vladmir Puttin.

Depois, no segundo semestre do ano passado, o governo russo ajudou ao governo da Bielorússia a colocar refugiados do Oriente Médio na fronteira com a Polônia, para fazer pressão sobre a União Européia.

Alexander Lukaschenko, Presidente da Bielorússia também perseguiu a oposição e comanda o país com mãos de ferro. Mais detalhes, leia aqui

Ambas situações fizeram as relações com a União Européia ficarem bastante delicadas. E para complicar, com a possibilidade da Ucrânia e Georgia entrar para a OTAN*, o governo de Vladimir Puttin se irritou profundamente.

Qual é o problema?

Especialistas afirmam que há uma atitude colonialista da Rússia, por se tratar de antigas províncias da União Soviética.

Também há uma grande preocupação, de que com mais influência do Ocidente, possa desencadear mais protestos contra o governo, na Rússia.

Tanto assim, que no Cazaquistão, para ajudar conter a onda de protestos, o governo russo disponibilizou suas tropas para o país.

Energia como forma de chantagem

A Rússia é o maior fornecedor de gás para a Europa. E parte desses canos passam pela Ucrânia em direção ao Velho Continente.

Com o preço da energia muito alto, especialmente com o aumento de 80% no preço do aquecimento, a Rússia encontrou uma forma de pressionar a Europa.

Quais serão os resultados dessas negociações, ainda não é claro. Em 2015, a Rússia anexou a Criméia, um enclave russo na fronteira com a Ucrânia no mar negro.

As tropas russas estão concentradas na fronteira com a Ucrânia, perto de Donbass, na Rússia, no lado leste, onde também há uma maioria russa, bem como na Criméia.

Saída diplomática?

A Ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Baerbock esteve em Moscow para uma conversa com seu par, o Ministro russo Sergei Lawrow. A conversa foi considerada gelada pelos especialistas dão como certo a escalação do conflito, no oeste da Ucrânia.

O conflito no oeste da Ucrânia já conta com mais de 13 mil mortos. Desde de 2014, há uma queda de braço entre o exército ucraniano e os separatistas pró-Rússia em Donezk e Luhansk.

Os norte-americanos dão como certa a investida da Rússia na Ucrânia. Haverá solução?

O que é a OTAN? 
A Organização do Tratado do Atlântico Norte foi criada em 1949, tem como objetivo fornecer um sistema de defesa coletiva caso a organização seja atacada. Sua sede é em Bruxelas e possue 30 países membros. Também pode ser chamada de NATO.
A razão de irritação da Rússia com a OTAN é impedir a entrada da Ucrânia para que assim, siga sua influência nas antigas províncias soviéticas.