A Quarta onda de Covid19 na Europa

O vírus não dá trégua na Europa

Nos últimos dias, o número de casos de Covid19 aumentou e muito na Europa Central. Só na Áustria em um único dia foram 11.975 com a taxa média de 9.110, de acordo com o Ministério da Saúde . O Mesmo acontece com a Alemanha. De acordo com Instituto Robert Koch são mais de 50 mil casos acumulados dos últimos dias.

Ambos países não possuem uma taxa de vacinação muito boa. A Áustria está com 63% da sua população duplamente vacinada e Alemanha com 67%. Ainda é muito pouco comparando com o sul da Europa, cujos os países como Portugal e Espanha estão com 80% da sua população vacinada. Ambos países sofreram muito com as primeiras ondas de infecção de Covid19, especialmente a Espanha que conta com quase 90 mil mortos.

Virologistas já vinham alertando para uma estação de frio complicada, mas os governos pouco fizeram. Aqui mesmo na Áustria não houve nenhuma campanha de vacinação, seja cartazes nas ruas ou na televisão. Aí, só alguns spots institucionais e nada mais. Na Alemanha também não foi diferente. Inclusive aí, vários centros de vacinação foram fechados, justamente quando ainda precisa-se convencer mais pessoas para vacinar e chamar as já vacinadas para uma terceira dose, especialmente as pessoas da terceira idade ou com doenças pré-existentes.

O virologista alemão Christian Drosten, especialista da Covid19 alerta que possa haver até 100 mil mortos, no Podcast do NDR – CoronaUpdate .Segundo ele, o momento é de se colocar medidas de contenção, como a redução do contato social e uma terceira dose da vacina, chamada de “Booster”. Para escutar o podcast com as explicações, clique aqui. Aí, ele também explica que os países que possuem uma taxa de vacinação maior, esses conseguiram passar pelo inverno, com menos casos e como consequência, menos mortos.

Sendo assim, a DricaRibas não sugere viagem de turismo na Áustria ou Alemanha, pelos próximos tempos. Há de deixar a situação da Covid19 se normalizar, o que deveria ser para a Primavera. Em outras palavras em maio do próximo ano.

Não se sabe quais são as medidas de restrição que virão. Pelo momento, fala-se em lockdown para não vacinados. Os hospitais estão sobrecarregados, especialmente as Unidades de Terapia Intensiva. Os políticos ainda brigam e não sabem literalmente, o que fazer.

Viajar para o exterior é um investimento que deve valer a pena, mais ainda quando se paga em euros. Uma viagem para a Áustria ou Alemanha vale pena, com certeza! Mas, em outro momento.

Brasileiros e portugueses que aqui vivem e que ainda não se vacinaram, façam imediatamente. O vírus é muito infeccioso e mortal. Consultem o seu médico.