França corta vôos com o Brasil

Desde do 13 de abril, o governo francês cortou os vôos com o Brasil. O motivo se dá pela mutação brasileira P1 da Covid19. Descoberta em Manaus, em dezembro do ano passado, essa mutação é muito mais infecciosa e mortal. A princípio, os vôos entre França e Brasil retornarão no próximo 19 de abril, mas não é certo.

A França é um dos países na Europa mais atingidos pela Pandemia. Está perto de chegar a triste cifra dos cem mil mortos. Também há uma sobrecarga das unidades de terapia intensiva, como acontece em outros países europeus. São seis mil pacientes, um número alto e ainda acredita-se que não se chegou ao pico das infecções.

Ao contrário da Áustria, que não utilizará as vacinas da Johnson & Johnson, pelo momento, o governo francês vai começar com o imunizante norte-americano, mas para pessoas acima dos 55 anos. Assim, como aconteceu com a vacina da AstraZeneca que apresentou casos de trombose, o governo norte-americano supendeu o uso da vacina J&J e recomendou o mesmo para a Europa. EMA – Agência de Medicamentos da Europa fará nova avaliação sobre seu uso.

Comissão Européia anuncia mais vacinas

A Presidente da Comissão Européia, Ursula von der Leyer anunciou o aumento das entregas das vacinas da Biontech e da Pfizer para os países membros da União Européia. Para o segundo trimestre estão previstos 50 milhões de doses. Uma boa notícia que pode salvar o verão europeu.

Até o momento, 21% da população francesa foi vacinada com uma dose. 7% receberam as duas doses, o que está dentro da média europeia de vacinação. O governo francês espera até o dia 15 de maio que pelo menos 20% da sua população vacinada.

Olhar Cotidiano DricaRibas

Como o Blog do DricaRibas vem escrevendo, a situação na Europa, como um todo, com a Pandemia está totalmente fora de controle. Mesmo com as medidas de contenção rigorosas e multas pesadas, a população não respeita mais, especialmente os mais jovens. Após um ano de Pandemia, os europeus estão cansados, especialmente os jovens que não veem perpectivas a curto e médio prazo em suas vidas.