Skip to content

Europa falhou contra o vírus

A terceira onda de infecções na Europa vem obrigando a países europeus a tomar medidas de restrição como o cofinamento. Atuamente, o lado leste da Áustria encontra-se em lockdown, a França permanecerá todo o mês de abril em confinamento, incluindo escolas fechadas. A Espanha baixou as restrições durante a semana de Páscoa. Milhares de alemães viajaram para Mallorca, por exemplo. Portugal começou a reabrir o país, mas já senti o aumento do número de casos de Covid19 e mutações. Alemanha toma medidas regionais, embora Angela Merkel queira impor um lockdown total no país.

Aliás, justamente por conta das mutações é que nos encontramos hoje nessa situação. Parcialmente, os políticos não quiseram tomar medidas de restrições por serem impopulares. Não quiseram molestar suas bases eleitoriais. Por outro lado, e não se pode perder de vista a questão econômica. Por conta dos lockdown,s especialmente nos setores que envolvem aglomeração de pessoas, como turismo e cultura, mihares de pessoas perderam seus empregos, pequenos e médios negócios podem literalmente desaparecer. De acordo o site do Statista, há uma previsão de – 7,4 % do PIB entre os países da União Européia. A Espanha é que possui a pior previsão com – 12,4% e a Lituânia com a melhor previsão com 2,2%.

Pouca vacina

Como o blog já apontou, a campanha de vacinação na Europa vai a passos de tartaruga. A média de vacinação entre os países membros da União Européia futua entre 15%. Houve inúmeros problemas com a distribuição das vacinas para os países membros. Muitos apostaram na vacina da AstraZeneca. Infelizmente, essa vacina apresentou vários problemas. Muitos paises questionaram a sua eficácia, como a África do Sul.

Na Europa, alguns países suspenderam seu uso devido a casos de trombose. Alemanha, por exemplo, só utiliza a vacina para pessoas acima dos 60 anos. Espanha e Itália também seguem na mesma linha. Isso ignifica um atraso nas campanhas de vacinação.

No atual estágio da Pandemia, somente a vacinação em massa é que possibilitará a reabertura dos países e com consequência, da economia. Basta ver a campanha de vacinação de Israel: 60% da população já está vacinada.

Obrigada por ler o Blog do DricaRibas.

%d blogueiros gostam disto: