Eleições na Áustria: Os céticos da vacina ganham cadeiras

Praça central da cidade de Braunau.
Cidade de Braunau, no estado da Alta-Áustria com baixo índice de vacinação, abaixo dos 50%.

Nas eleições no estado da Alta-Austria, a recém-criada lista MFG: Mensche-Freiheit-Grundrecht (Pessoas-Liberdade-Direitos Humanos) conquistou 6,3% do eleitorado e três cadeiras no parlamento regional. O motivo que levou a criação deste partido foi a revolta contra as medidas de contenção do vírus da Covid19.

O seu Porta-Voz, Michel Brunner afirma que o partido não é cético as vacinas e nem a medicina. Ele afirma que a base do partido é ser contra as medidas de contenção que atenta contras as liberdades individuais, especialmente contra a obrigatoriedade da vacina contra a infecção da SARS-COV2, o vírus da Covid19.

Ao mesmo tempo, que o MFG é contra a vacina obrigatória para a Covid19, eles exigem mais políticas sociais para os mais vulneráveis, como os desempregados e mães solteiras, os mais prejudicados pela Pandemia.

A Polarização da Vacina da Covid19

O partido conservador ÖVP conquistou 37,61% dos votos. Mesmo com o primeiro lugar, seu cabeça de lista e atual Governador Thomas Stelzer precisará de um parceiro de coalizão, típico do sistema parlamentarista. Atualmente, o governo da Alta-Austria é composto com uma coalizão entre os conservadores ÖVP e FPÖ, partido da ultra-direita. Esses perderam sete cadeiras no parlamento. Para ver o resultado das eleições na Alta-Áustria, clique aqui.

A questão da vacina foi sempre tema central do FPÖ, tanto assim, que na semana passada, o cabeça de lista, Herbert Kickl desmentiu que havia se vacinado contra a Covid19. Por outro lado, o Vice-Governador, Manfred Haimbuchner da Alta-Áustria foi infectado, parou na UTI, quase morreu.

O DricaRibas pesquisou se Haimbuchner tinha se vacinado e não nada foi encontrado. Apenas declarações dele, aconselhando pela vacina, mas não em caráter de obrigatoriedade. Na imprensa austríaca corria um boato de que vários funcionários do FPÖ haviam se vacinado, as escondidas.

Por fim, para completar este post, mesmo com a perda de cadeiras e toda a polêmica envolvendo a vacina com o FPÖ, há a probalidade de que o ÖVP siga em coalizão.

Quanto ao novo partido MFG ser somente contra a vacina da Covid19 é pouco para se manter na política. Vai precisar de idéias, mesmo que o sentimento de ajudar os desfavorecidos pela Pandemia, seja um bom sinal.

Siglas do Partidos:

ÖVP: Oesterreich Volks Partei.

FPÖ: Freiheit Volks Partei

Opinião DricaRibas: A Politicagem da Vacina

As fake news propagadas pelas redes sociais, especialmente pela extrema-direita são as grandes responsáveis pelo fracasso da vacinação em massa, aqui na Áustria. Alia-se a fraca campanha de vacinação do governo austríaco, que possue um fraco serviço de Relações de Públicas. Também, o medo dos políticos de perderem votos com suas bases.