CPI as Fake News – Será?

Antes de eu começar com a minha análise, vamos deixar claro que não faço parte de nenhum ismo ou ista da vida. O DricaRibas observa e analisa os fatos.

Criou-se uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar as milícias virtuais que, assassinam reputações de adversários.

Vale lembrar, que as chamadas “Fake News” sempre existiram. Antigamente, elas atendiam com o nome de boatos. Já os “assassinatos de reputação” poderiam ser traduzidos como fofocas. Em tempos de redes sociais, a fofoca passou a ser deflagrada com muita mais rapidez, que no passado.

De acordo com site: www2.camara.leg.br, da Câmara dos Deputados, o valor mensal de cada gabinete é de R$ 111.675,59. Essa verba é destinada para pagamentos de secretários, que não precisam ser funcionários concursados e são escolhidos pelo parlamentar.

Vale lembrar que as milícias virtuais vêm de muito tempo, lá no Lulopetismo, ou seja o Bolsonarismo só copiou.

Quanto a CPI, antes disso precisa-se da transparência sobre o uso desta verba. Quem são os secretários? Quanto ganham? Eles prestam serviço no gabinete?

Baseado no depoimento do Alexandre Frota, esse não dará em nada. Segue o Baile dos Ismos.

fonte: https://www2.camara.leg.br/comunicacao/assessoria-de-imprensa/verba-de-gabinete