Animais Domésticos, por favor!

Há alguns anos atrás, a poucos metros da Grand-Place, em Bruxelas, havia uma loja que vendia animais, um Pet Shop. Aí. lá no fundo havia um casal de araras azuis e custava cada uma três mil euros. Os anos passaram e já não se encontra pássaros tropicais, mas animais exóticos como cobras, camaleões e lagartos.

Aqui em Viena, existem várias lojas assim. Elas possuem uma boa clientela e mais ainda, em tempos de pandemia. Muitos investiram em algum animal. Gatos, cahorros, coelhos, mas também bichinhos exóticos, que na prática, nem deveriam estar, na Europa Central.

Nessa semana, aqui na Áustria, duas cobras tomaram conta do noticiário local. A primeira foi encontrada em um apartamento, em Graz, centro da Áustria. Chegou a inclusive a morder o senhor de 65 anos. Sorte que a cobra, uma Python não era venenosa. Logo em seguida, descobriu-se que a “mascote” fugiu de seu terrario.

A segunda cobra, foi aqui em Viena, em Florisdorf. Essa ainda não se sabe o dono. Mas, com certeza, não pode ser considerado “normal”. Cobras, largatos e parentes não devem ser criados em apartamentos, no caso das cidades e ou em casas, em espaços que não são apropriados.

Isso sem contar, a questão de bactérias ou até mesmo vírus, aliás debate muito atual, em tempos de Pandemia. Ainda não se sabe, ao certo da onde vem o vírus da Covid19. Certos animais devem estar no seu habitat.

O leitor deve estar se perguntando se existem cobras na Áustria. Sim existem, mas elas se encontram nos alpes e dificilmente invadem casas ou apartamentos. Inclusive há duas espécies que são extremamente venosas. Mas, se encontram no sul da Áustria e dificilmente aparecerão nas cidades. Serão notícia, caso ataquem alguém faça uma caminhada por essas aéreas, e por azar picado.