Angela Merkel pede desculpas

Ontem, o governo alemão havia anunciado medidas restrintivas para a Páscoa, o chamado Oster Ruhe. Tudo deveria ser fechado literalmente. Hoje, a Bundeskanzlerin pediu desculpas e retirou o “Oster Ruhe” por ser difícil, em tão pouco tempo colocar tantas regras.

A taxa de incidência na Alemanha dos últimos sete dias é de 108,1, dados da site oficial do governo alemão. Comparado com a Áustria, ainda baixo. Aqui, a taxa de incidência dos últimos sete dias é de 247,2. Vale lembrar que a Áustria possue 9 milhões de habitantes e a Alemanha 90 milhões.

Mas, essa volta atrás de Angela Merkel mostra o tão difícil tomar medidas restrintivas, depois de um ano de Covid19. Além do cansaço da população, há o fator econômico que pesa muito na insatisfação: milhares de desempregados e pequenos e médios empresários quebrados.

Alemães voltam para Mallorca

Desde da semana passada, turistas alemães puderam voltar a Mallorca, balneário espanhol. Com uma taxa de incidência baixa de 30 dos últimos sete dias, vários alemães voaram para aí.

Com a terceita onda de infecções, não é claro se esses alemães deverão fazer quarentena ou apresentar um teste de Covid19. Até ontem, com as regras do Oster Ruhe, era necessário apresentar um teste de Covid19 negativo. Não se sabe também, se esses turistas alemães não poderam trazer outras variantes e mutações.

O medo dos políticos

Como vem acontecendo, políticos andam com medo de tomar medidas restrintivas para não desagradar o eleitorado.

Ao mesmo tempo, a dinâmica do vírus e suas mutações impõe desafios e até mesmo medidas drásticas, a curto prazo.

Após um ano de Pandemia, o certo que não avançamos muito, mas ainda sem vacina.