Diário DricaRibas: Entre Lockdown e Vacina

Começou a vacinação contra a Covid19 na Europa. Parte dos países escolheram vacinar as pessoas idosas, o grupo de risco. Aqui em Viena, a primeira pessoa que recebeu a vacina foi uma senhora de 84 anos. Ela quer rever a sua família, o que é totalmente lógico.

A vacina chega em um momento bastante difícil, da segunda onda de infecções na Europa. Tentou-se apelar para a consciência dos cidadãos, mas só se baixou o número de infecções com os lockdowns. Desde de ontem, aqui na Áustria, estamos vivendo o terceiro lockdown. Esse durará até o fim do mês de janeiro. Haverá uma segunda rodada de testes em massa. A primeira rodada, houve uma participação muito baixa. Dos quase dez milhões de habitantes, apenas dois milhões participaram.

Para a segunda rodada, o governo prepara alguns “incentivos” , como voucher para compras. Fala-se de obrigatoriedade de apresentação de um teste negativo para participar de eventos, tipo teatro ou cinema. Os detalhes ainda não se sabe. Mas, há uma tendência de se exigir testes de Covid19 negativo para atividades futuras. Isso já acontece nas viagens, seja para embarcar nos aviões ou no controle de fronteiras.

Isso será uma espécie de demonstração para a vacina, onde a mesma será exigida, seja para viagens ou atividades culturais, por exemplo. Essa é a possível maneira de se vacinar os 50% da população e assim retirar o bendito lockdown.

Com certeza, o passo de hoje foi muito importante para conter a Pandemia, quem sabe, até o mais importante. Uma luz no fim do túnel e um sopro de esperança para 2021.

Obrigada por ler o Blog do DricaRibas.