Coronavírus no Brasil: Entre o despreparo dos políticos e os oportunistas.

Publicado por

Estamos no meio de uma Pandemia. Parece muito difícil, mas uma parte importante da elite política ainda não entendeu isso. As vezes, eu me pergunto se efetivamente não entenderam ou fingem não entender. Sinceramente, eu ainda não encontrei a resposta.

Ontem à noite, o programa “Roda Viva” colocou no ar uma entrevista com o Felipe Neto. Ele virou uma voz muito importante contra o governo, isso é fato, embora sua trajetória seja bastante questionável. A pergunta que fica no ar: Será que ele mudou com um propósito de tentar uma carreira na política? Ainda é cedo para saber.

O fato que sua entrevista de ontem, cheia de lacração, serviu para “alegrar“ um setor da esquerda, que ao invés de se organizar como uma oposição com idéias e projetos, precisa de de “heróis”. Aliás, uma marca da política brasileira.

O “Roda Vida” poderia ter aproveitado o espaço para convidar especialistas, tipo virologistas ou infectologistas para esclarecer dúvidas da população sobre a Covid19. Quem sabe trazer economistas para discutir os impactos econômicos da pandemia. Como salvar os empregos? Como ajudar os pequenos e médios empresários? Até agora, essa discussão ainda não foi levada a sério, por uma parte importante da imprensa.

Isso reflete também no debate político. O governo federal encara a Covid19 como uma “gripezinha”, já trocou duas vezes o  Ministro da Saúde e segue sem nenhuma política para tentar salvar o maior número de vidas possível. Claro que isso reflete, o descaso de governos passados que nunca investiram na saúde, seja com a melhoria de postos de saúde e hospitais e a qualificação do profissionais da aérea.

Por outro, pode-se compreender o desespero do governo federal de reativar a economia. No caso específico do Bolsonaro, sua preocupação maior é evitar o Impeachment. Acreditar que ao colocar as pessoas de volta, em suas rotinas e com o comércio e indústrias abertos, tudo voltará como antes, trata-se de pura infantilidade. A necessidade de uma política de saúde e econômica são imprescindíveis.

Aliás, uma política entre o governo federal e estaduais serão fundamentais. O que se observa é a ilusão de que o “lockdown” resolveria o problema. Salvar vidas é importante, mas as pessoas também vivem de emprego. O governo não tem como bancar tudo.

Uma estratégia importante adotada pelos governos austriaco e alemão é realizar o maios número de testes possíveis para encurralar o vírus, em outras palavras, isolar os infectados pela Covid19.

Poderia ser uma estratégia para reativar a economia. Mas, governadores preferem usar o vírus para fazer politicagem ou transformar as coletivas de imprensa em espetáculos mediáticos. Tudo de olho nas eleições municipais, se é que elas vão acontecer.

Para concluir, o “Roda Viva” de ontem só serviu para alimentar o “nós contra eles”. Enquanto seguirmos nessa trajetória, não chegaremos a lugar nenhum. Quem sabe o vírus os engole?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.