Nova Onda Migratória na Europa?

Publicado por

Já faz algumas semanas, que a imprensa daqui anda comentando de uma possível onda migratória, estilo 2015.

Cenas da fronteira entre a Grécia e a Turquia mostram milhares de pessoas querendo seguir. Se muitos são refugiados sírios, outros tentam entrar de carona. Também não são divulgados os números. Acredita-se na casa dos milhares de pessoas

Ao contrário do passado, quando Kanzlerin Angela Merkel disse que os refugiados sírios seriam bem-vindos, os políticos europeus estão muito cautelosos nas palavras. Tudo para evitar o “Migratiosstrom” – tempestade de imigrantes que causou muito tumulto na política européia, com o desencadeamento do Brexit.

O tema dos refugiados na Europa é um assunto muito antigo. Dos vinte anos do DricaRibas na Europa, sempre teve grupos que tentaram passar para o continente europeu atravessando o mar mediterrâneo, de qualquer jeito. O fato que com o conflito com a Síria, esse número quadruplicou.

De acordo com a Eurostat, banco de dados da Comissão Européia, no ano de 2015, mais de 1400 pessoas solicitaram asilo para países membros do bloco. Em 2017, o número caiu para 712. Para ver as estatísticas sobre o assunto: https://ec.europa.eu/eurostat/statistics-explained/index.php/Asylum_statistics

Fato também que a Turquia fez um acordo com a União Européia para evitar o “Migratiosstrom”. Ongs – Organizações Não Governamentais recebem dinheiro da União Européia para auxiliar o governo turco com a quantidade de refugiados sírios que aí chegam.

Nos últimos tempos, especialmente com o agravamento do conflito em Idlib, na Síria, a coisa se complicou, especialmente com a morte de soldados turcos. Também chegam imagens, seja pela mídia tradicional ou pelas redes sociais de conflitos entre refugiados e políciais. Aparecem também imagem de acampamentos improvisados, onde não há higiene e que, especialmente, crianças morrem de frio.

A solução será não fácil. Se existe uma questão humanitária importante, também não se pode abrir as fronteiras por uma questão de segurança pública. Vai haver a necessidade de muita diplomacia e política para uma possível solução.

Fontes do DricaRibas contam que os refugiados sírios na Áustria conseguem legalizar sua situação, relativamente fácil, enquanto que de outras nacionalidades, esses são devolvidos para seus países de origem.

Esse será o tema que virá com força no debate público, aqui no Centro-Norte Europa. O triste é ver pessoas serem usadas como se fossem moedas de trocas, nas mãos de oportunistas. Infelizmente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.