Novo Governo na Áustria – Será que agora vai?

Presidente Alexander Van der Belle, Primeiro-Ministro Sebastian Kurz, do Partido Conservador e Vice-Primeiro Ministro Werner Kogler do Partido Verde. Foto:ORF

Hoje, tomou posse o novo governo austríaco. Depois de três meses de negociações, os conservadores e os verdes governarão o país pelos próximos cinco anos.

Não foi um ano político fácil para a Àustria. No total de dois anos e meio, foram quatro posses de governo. A primeira foi em 2017, com a coalizão entre os Conservadores e o Partido da Liberdade. Esse governo foi marcado por vários escândalos sendo que o “Ibiza Video” foi o desencadeou a queda do governo coalizão entre os conservadores e ultra-direitistas.

Logo em seguida, em junho de 2019, os conservadores sob a batuta de Sebastian Kurz como Primeiro-Ministro ensairam um governo de minoria, já sem o partido da Liberdade. Foram jogados fora, já que Sebastian Kurz perdeu o voto de confiança.

Aí veio o governo de transição, o conhecido mandato tampão no Brasil, composto com funcionários públicos do alto escalão. Esse governo, ou seja, a terceira posse também foi realizada em junho do ano passado, tendo a Vice-Presidente do Supremo Tribunal Austríaco como Primeira-Ministra, Birgit Bierlein.

Ao mesmo tempo, convocou-se eleições. Essas foram realizadas no último 29 de setembro. O resultado colocou os conservadores em primeiro lugar, mas com a necessidade de se fazer coalizão. O partido verde ganhou muitas cadeiras no parlamento e ganhou condição de “parceiro previliegiado” para formar coalizão.

Hoje foi a quarta posse. Do ponto de vista ideológico não será fácil. O nome do programa de governo já dá uma indicação: Aus Verantwortung für Österreich – Com Responsabilidade pela Áustria.

Assim decidiram os eleitores austríacos e assim que os políticos terão que trabalhar. Não será fácil, mas assim é política. Boa Sorte Áustria – Viel Glück Österreich.