Ainda Groko na Alemanha

Ontem, na cidade de Bonn,  os sociais-democratas, em convenção decidiram seguir as negociações para formação de governo, com os conservadores da Kanzlerin Angela Merkel.

Mas, as negociações não serão nada fáceis. Houve apenas 56% da aprovação dos delegados e para que o SPD possa efetivamente formar governo com os conservadores.

Baixo muitas críticas e uma proposta de negociação considerada muito fraca, para os sociais-democratas, o líder Martin Schutz tenta vender a Groko, como única solução para a Alemanha.

Últimas pesquisas de opinião mostram, o SPD com 20% das intenções de voto e 30% para os conservadores. Caso, tenha-se eleição na Alemanha, existe a possibilidade de que a bancada da extrema-direira, o Afd cresça, ou seja, ganhe mais cadeiras no parlamento.

Para concluir este post, a ascenção da extrema-direita está diretamente a crise migratória e a falta de credibilidade dos grandes partidos políticos. Esses perderam o contato com os seus eleitores, ao contrário do pessoal da extrema-direita.

Hora dos grandes partidos abrirem os olhos e voltar a fazer política!